Vereador do PV organiza Parlamento Jovem

Vereador do PV organiza Parlamento Jovem

Iniciativa do vereador Anderson Ferreira (PV) é inspirada em ações semelhantes já existentes em outros municípios brasileiros

A partir de 2018, a Câmara Municipal da cidade de Macatuba (SP) passa a oferecer um programa de educação e cidadania que propicia aos jovens simularem os trabalhos legislativos. Essa é a proposta do Parlamento Jovem, projeto de autoria do vereador Anderson Ferreira (PV) que foi aprovado por unanimidade pela Casa de Leis.

Entre as razões para a implantação do Parlamento Jovem, Ferreira destaca a melhoria na sintonia entre o Legislativo e os anseios da juventude. “Sempre existirá um traço de desconfiança das gerações mais velhas para com as mais novas. Cabe a nós, que tomamos decisões que impactam sobre essa parcela da população, criar meios para compreendermos melhor as suas necessidades e o seu modo de compreender o mundo. O Parlamento Jovem terá um papel muito importante isso”, explica.

Ainda para o autor do projeto, outro benefício da instituição do programa é aumentar o conhecimento que a sociedade possui em relação ao Poder Legislativo. “Nós temos a oportunidade de começar a formar uma geração mais consciente e preparada para participar do processo democrático”, explica o vereador, apostando que os participantes serão multiplicadores do conhecimento entre os seus colegas de escola, amigos e familiares.

A iniciativa surge em um momento de grande descrédito da classe política perante a opinião pública, o que aumenta a relevância das inciativas que promovam a sintonia entre as partes. “Eu faço parte de uma parcela de políticos que vê no engajamento social a via mais adequada para responder às demandas da sociedade e que acredita que a construção de um país melhor começa pelas nossas cidades. O Parlamento Jovem é uma das ações que nasce com esse propósito”, finaliza.

Como funciona

De acordo com o projeto aprovado, o Parlamento Jovem da Câmara de Macatuba tem caráter educativo e será composto por 11 vereadores mirins, eleitos a partir das escolas localizadas no município. Para participar, os alunos devem estar cursando o Ciclo II do Ensino Fundamental.

O programa tem duração de oito meses e será acompanhado por uma comissão de vereadores composta especificamente para essa finalidade. Além de aprenderem as atribuições e o modo de funcionamento do Poder Legislativo, os jovens realizarão sessões plenárias, para deliberação e votação dos seus projetos.

Fonte: Gabinete do vereador Anderson Ferreira

Secretaria Estadual de Comunicação
Partido Verde – São Paulo