MARCHA CONTRA OS AGROTÓXICOS NESTE DOMINGO, NA AVENIDA PAULISTA

O Governo Federal liberou mais 42 agrotóxicos ampliando o recorde desde a posse de Bolsonaro. O número total de autorizações neste ano chega a 239.

Para promover a reflexão sobre o tema e impedir que mais agrotóxicos sejam liberados, o diretório Estadual do Partido Verde (43) convida militantes, dirigentes, terceiro setor e a população em geral para participarem de “Marcha contra os Agrotóxicos”.

A marcha será neste domingo (21/7), com concentração as 14 horas, em frente ao MASP. O PV orienta dirigentes e militantes a levarem bandeiras, faixas e todos os adereços da legenda.

O crescimento de registros de novos venenos químicos para uso na produção de alimentos indica o interesse ruralista acima da saúde e do meio ambiente e, sobretudo, tem despertado o repúdio de ambientalistas e de profissionais da saúde no Brasil e no exterior.

O uso indiscriminado de agrotóxicos traz diversas consequências, dentre elas a má formação genética e a microcefalia.

Dos novos produtos liberados neste ano, quase metade, ou seja 43%, é altamente tóxica. Dos 239 produtos, 31% são de agrotóxicos proibidos na União Europeia (UE).

“O Partido Verde vem atuando na esfera jurídica para impedir os registros de agrotóxicos que desrespeitam o direito à saúde, à alimentação da população brasileira e a proteção intrínseca do meio ambiente. Mas, entendemos que o caso exige ações públicas. Assim, chamamos nossa militância e amigos de outros partidos e de ongs socioambientais, culturais, população em geral, pra esta marcha domingo, 21 de julho, na Avenida Paulista”, enfatiza José Luiz Penna, presidente nacional do PV.

Marcha Agrotóxico MATA