Bancada do PV emite nota solidária com o povo Massai

IL-28-11-2014 001

A bancada do Partido Verde no Congresso Nacional solidariza-se com o povo Massai, da Tanzânia, diante da ameaça que vem sofrendo, por parte do governo daquele país, de expulsão de suas terras, vizinhas do Parque Nacional do Serengeti, para transformá-las em reserva de caça para a família real de Dubai.

Quarenta mil Massai terão que deixar suas terras ancestrais até o fim do ano. A decisão, relatada em reportagem do jornal inglês The Guardian, do dia 16 de novembro, afetará, direta ou indiretamente, a subsistência de cerca de 80 mil pessoas. A dimensão da tragédia humana que se prenuncia é assustadora e agrava-se ainda mais diante do objetivo da medida. O governo da Tanzânia pretende transformar uma área explorada de forma harmônica por aquele povo, de tradição pastoril, em objeto de uma exploração econômica que ameaça a fauna local.

Já houve uma tentativa anterior de adoção de medidas semelhantes, abandonada diante da pressão internacional. Uma campanha contra a reserva de caça foi conduzida no ano passado pelo site de ativismo on-line Avaaz.org, cuja petição atraiu mais de 1,7 milhão de assinaturas. No entanto, assim que diminuiu a atenção sobre o problema, o governo retomou seus projetos.

Diante de tal agressão socioambiental, os Massai voltaram a fazer apelo à consciência da comunidade internacional para que se manifeste em favor de um dos povos mais antigos da África e da natureza de que são protetores.

Além de apoiar as iniciativas da sociedade civil no que tange esta questão, a bancada do Partido Verde requereu o envio de indicação à Presidente da República para que interceda junto à ONU e encaminhou ofícios aos ministérios do Meio Ambiente e das Relações Exteriores pedindo o empenho do governo brasileiro para que defenda os princípios dos acordos internacionais de direitos humanos e ambientais de que é signatário, em respeito aos Massai e às suas terras.

Brasília, 25 de novembro de 2014

Bancada do Partido Verde – Câmara dos Deputados