“A política é municipalista, estamos ajudando a formar as futuras lideranças do Brasil”, diz secretária de Assuntos Jurídicos

Por Marco Sobreiro

 

O cotidiano da advogada Maria Marta de Oliveira é repleto de contatos com lideranças políticas do PV de todo o Estado de São Paulo. Secretária de Assuntos Jurídicos da Executiva Estadual, ela conversa diariamente com prefeitos, vereadores e pré-candidatos da legenda. Recebe demandas variadas e responde a todas elas, sempre com orientações atualizadas de acordo com a legislação vigente. Maria Marta gosta do que faz e faz uma análise interessante: segundo ela, este trabalho é fundamental para a formação das futuras lideranças políticas brasileiras.

 

“É claro que os governadores, os senadores e os deputados são muito importantes para o País, mas a política é municipalista. Todas as pessoas vivem nas cidades e os líderes políticos sempre começam suas carreiras nos municípios”, explica. E é isso o que ela está fazendo atualmente, ou seja, preparando os pré-candidatos do PV para as eleições municipais deste ano, que, por conta da pandemia do Coronavírus, estão cercadas de indefinições.

 

Por enquanto, tudo está no campo das possibilidades. Uma das alternativas é adiar a eleição para novembro ou dezembro. A outra é realizar o pleito no dia 4 de outubro, mas dividindo o pleito eu dois ou três dias, como forma de evitar aglomerações. De qualquer forma, não há nada decidido ainda e cabe à advogada Maria Marta acompanhar todos os desdobramentos desse assunto: “Estou acompanhando de perto e, assim que houver uma definição, daremos todas as orientações necessárias às lideranças do PV”, comenta.

 

Moradora de São Bernardo do Campo, Maria Marta entrou no PV em 1987, ao lado da também advogada Vera Motta. Elas fizeram um grande trabalho comunitário na cidade, com atendimento social e orientação jurídica aos cidadãos. Maria Marta dedicou-se depois a montar seu escritório de advocacia, mas nunca atuou em outro partido: “Sempre estive ligada ao PV e retornei às funções executivas a convite da Dra. Vera Motta, assumindo inicialmente a Secretaria da Mulher do PV do Município de São Bernardo do Campo e, posteriormente, a Secretaria de Assuntos Jurídicos do Partido Verde Estadual de São Paulo, relembra.

O trabalho prático é uma mescla de ensinamento e aprendizagem para Maria Marta. Ela explica que o contato com lideranças do partido é um exercício diário, transmitindo os conhecimentos que já possui e incorporando novidades: “Estou sempre estudando a legislação e acompanhando as mudanças, o que me faz estar sempre atualizada. O PV tem um grupo de lideranças muito capazes, participativas e parceiras. É um prazer trabalhar aqui e fazemos de tudo para que o partido esteja sempre bem preparado para as eleições”, observa.

 

Enquanto os pré-candidatos se preparam para a campanha – que começará oficialmente no dia 16 de agosto – , a advogada Maria Marta se dedica a preparar toda a documentação dos pré-candidatos (homens e mulheres) que disputarão os cargos públicos. “Começamos a trabalhar antes e vamos acompanhar toda a campanha. Fico feliz toda vez que recebo uma demanda e consigo  ajudar. Peço, sempre, que me retornem falando dos resultados assim sinto que minha orientação foi útil e positiva.”

 

“Além das minhas atividades junto ao PV Estadual e ao PV do meu Município, também advogo para o PV Nacional e que tem as demandas que são do Jurídico Nacional que eu colaboro. Essa atividade me proporciona o acesso diário ao TSE. Tenho orgulho da minha profissão”, finaliza.