Prefeito Denis Andia e presidente da Alesp visitam obra da nova creche

Prefeito Denis Andia e presidente da Alesp visitam obra da nova creche

O prefeito de Santa Bárbara d’Oeste, Denis Andia (PV), e o presidente da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, deputado estadual Cauê Macris (PSDB), visitaram, na última sexta-feira (12/05) a obra da nova creche do Mollon, na Zona Leste do Município.

A nova creche atenderá 70 crianças. O prédio tem 651,78 metros quadrados de área construída e conta com dois berçários, fraldário, lactário, salas de atividades, sala de material pedagógico, salas administrativas para diretoria, administração, secretaria e almoxarifado, além de cozinha, copa, refeitório, lavanderia e sanitários, em investimento de R$ 1,6 milhão entre recursos próprios e do Governo do Estado.

Paralelo a isso, a Prefeitura avança com as construções de novas creches nos bairros Santa Rosa 2, Cândido Bertini e Jardim Pérola, que juntas vão gerar mais de 500 novas vagas.

Agenda do prefeito em São Paulo:

O prefeito Denis Andia também participou no decorrer da semana de agendas com o governador, Geraldo Alckmin. Na terça-feira (9), na abertura oficial da Expomafe (Feira Internacional de Máquinas – Ferramenta e Automação Industrial) e na quarta-feira (10), como presidente da RMC (Região Metropolitana de Campinas), na assinatura de mais uma etapa do programa “Saúde em Ação” em cerimônia no Palácio dos Bandeirantes.




Prefeitura de Caçapava disponibiliza ouvidoria

Prefeitura de Cacapava disponibiliza ouvidoria

O prefeito Fernando Diniz (PV) colocou a disposição, nesta segunda-feira (15/5), mais um canal de interação com a população da cidade de Caçapava. A partir de agora, os cidadãos poderão contar com uma ouvidoria oficial do município, que receberá as solicitações dos munícipes e promoverá a intermediação do Poder Executivo com a população.

Para fazer solicitações, elogios, críticas, entre outras necessidades, a Prefeitura de Caçapava disponibilizou várias formas de contato, através de telefone, e-mail, site e presencialmente. Para abrir um chamado, o munícipe deverá entrar em contato pelo telefone (12) 3654-6606 das 10h às 16h. As solicitações também podem ser feitas online através do hotsite www.cacapava.sp.gov.br/ouvidoria ou pelo
e-mail: ouvidoria@cacapava.sp.gov.br

O atendimento também será realizado presencialmente no Paço Municipal, localizado à Rua Cap. Carlos Moura, 243 – Vila Pantaleão, de segunda a sexta-feira, das 10h às 16h (trazer documento com foto para se identificar na portaria).

Fonte: Assessoria de Imprensa – Prefeituta de Caçapava

Secretaria Estadual de Comunicação
Partido Verde – São Paulo




Prefeito conquista R$ 550 mil em emendas para Biritiba-Mirim

Prefeito conquista

Em convênios patrocinados pelo Governo do Estado, o prefeito de Biritiba Mirim, Jarbas Ezequiel de Aguiar (PV), conquistou R$ 550 mil em emendas parlamentares para três importantes áreas do município. Em evento realizado no Palácio dos Bandeirantes, o prefeito assinou documentos que garantem recursos para a saúde, e infraestrutura. “Esse recursos que conquistamos serão importantíssimos. Vamos conseguir ampliar escola, fazer manutenção de vias e investir na saúde. Vou continuar trabalhando muito para conseguir ainda mais recursos para a cidade.

Secretaria Estadual de Comunicação
Partido Verde – São Paulo




Entidades culturais analisam novas normas da Lei Rouanet

Lei Rouanet

O Conselho Brasileiro de Entidades Culturais (Cbec) promoveu, no auditório Tiradentes da Assembleia Legislativa de São Paulo, na última segunda-feira, 15/5, sua terceira reunião para leitura e análise das alterações sofridas na aplicação da Lei Rouanet.

Criada em 1991, essa lei de incentivo Fiscal de apoio à cultura foi modicada em março deste ano por uma nova Instrução Normativa, assinada pelo atual ministro da Cultura, Roberto Freire (PPS). Ocorre que esta Instrução Normativa prejudicaria produtores culturais de médio e pequeno porte, pois estes teriam a obrigação da garantia e antecipação, por parte do apoiador, de 10% dos recursos para o projeto. De acordo com essa Instrução Normativa, o patrocinador ficaria obrigado a comprometer esse percentual antes mesmo de o projeto ser aprovado denitivamente. Isto colocaria as empresas que patrocinam produtores independentes – não ligados a grandes institutos – em situação de risco, pois essa primeira parte do orçamento, em caso de recusa do projeto, não voltaria.

Segundo Amilson Godoy, vice-presidente do Conselho Nacional de Incentivo à Cultura, a maior parte dos projetos, sejam eles ligados à música, teatro, circo, dança ou artes cênicas, refere-se à liberação de R$ 500 mil reais, ou seja, para os pequenos e médios produtores culturais; 2% dos projetos pede incentivo na casa de R$ 1 milhão a R$ 5 milhões e apenas algumas dezenas de projetos apresentados à Lei Rouanet solicitam recursos de R$ 5 a dez milhões.

Outro problema apresentado por Godoy diz respeito à diminuição no número de projetos. “Antes, uma média de oito mil projetos chegava aqui. Juntos conseguiam a liberação mensal de R$ 1,3 milhões. Mas esse número diminuiu, o que ocasionou a queda no valor da liberação também”, informou Godoy, receando que isto poderia levar o governo federal a reduzir ainda mais a verba destinada à Lei Rouanet. Indagado sobre as causas, disse que a burocracia e a demora no andamento dos projetos seriam alguns dos entraves.

Fonte: Imprensa Oficial

Secretaria Estadual de Comunicação
Partido Verde – São Paulo