PV apoia Mobilização Nacional Indígena

PV apoia Mobilizacao Nacional Indigena

O líder do Partido Verde, deputado Sarney Filho (PV-MA), defendeu hoje, durante visita aos líderes indígenas que estão acampados na Esplanada dos Ministérios, a mobilização da sociedade brasileira em defesa das etnias brasileiras. Ele alertou para os riscos que representam algumas proposições em discussão no Congresso Nacional, como a PEC 215, que transfere do poder Executivo para o Legislativo a criação e a demarcação de terras indígenas. Cerca de 1.500 lideranças indígenas estão participando da Mobilização Nacional Indígena – 2015.

“A sociedade brasileira como um todo precisa ser sensível a essa causa. Infelizmente, não vimos nas últimas manifestações de rua no país faixas condenando as agressões aos direitos garantidos aos índios pela Constituição”, afirmou Sarney Filho. O líder conclamou os partidos políticos e as ONGs, não apenas aquelas ligadas à causa indígena, a assumirem essa bandeira.

O presidente do PV, José Luís Penna, reafirmou a posição do partido em defesa dos índios. “O nosso partido, quer seja nas Câmaras dos Vereadores, Assembleias Legislativas ou no Congresso, está com vocês. Precisamos refazer o caminho de Mário Juruna, elegendo índios para a Câmara Federal, para que possamos enfrentar as pressões do agronegócio”, afirmou Penna.

Agronegócio

Sarney Filho, que é coordenador da Frente Parlamentar Ambientalista, explicou aos líderes indígenas que hoje, no Congresso Nacional, a correlação de forças não corresponde ao que a sociedade deseja na área socioambiental. “O agronegócio conta com uma representação parlamentar muito grande, em sua maioria de ruralistas que só pensam no lucro, em detrimento das populações tradicionais e do meio ambiente”, lamentou o deputado.

O líder verde enfatizou que os índios não estão sozinhos na luta em defesa dos seus direitos. “Temos um grupo de deputados pequeno, mas resistente. Resistimos na legislatura passada e estamos resistindo nesta nova legislatura. Não vamos admitir que interesses, que não são os interesses do Brasil, mas pessoais, se sobreponham aos interesses de nossos povos ancestrais”, garantiu.

Ele citou o Projeto de Lei (PLC) nº 2/2015, que trata sobre os recursos genéticos e conhecimentos tradicionais associados à biodiversidade, ao afirmar que a Câmara deu uma demonstração de desrespeito para com os povos indígenas. “O relator retirou o termo “povos indígenas”, e mudou para “populações indígenas” na tentativa de descaracterizar as etnias que existem no Brasil. Nossa expectativa, agora, é de que o Senado aprove um destaque que retoma o termo anterior”, disse Sarney Filho.

Fonte: AsCom Gabinete do deputado Sarney Filho

Foto: Paula Laport / Lid-PV
Secretaria Estadual de Comunicação
Partido Verde – São Paulo




Novas Coordenadorias Regionais serão eleitas entre abril e maio

aq1

Depois de articular a possibilidade de ampliação no número de coordenadorias regionais, a direção do Partido Verde do Estado de São Paulo, devido ao curto prazo para eleições de 2016, manteve os números atuais (22 coordenadorias) e deliberou um cronograma para realização das eleições qua irão escolher os novos coordenadores e porta-vozes, entre abril e maio deste ano. Contudo, a Bacia 16 deve ser, ainda neste processo, dividida em três coordenadorias regionais (16A, 16B,16C) .

O presidente estadual da legenda, Marcos Belizário, juntamente com o secretario estadual de organização, Arnaldo Juste, estarão à frente do processo eletivo e devem marcar presença na maioria dos Encontros Regionais já agendados.

O processo objetiva acelerar o andamento dos trabalhos de organização nos municípios, visando as eleições municipais de 2016. Há ainda um significativo número de cidades em que a legenda não organizou comissões executivas, dado ao fato, caberá também a estas novas coordenadorias regionais o trabalho de ampliação que se faz necessário.

O primeiro Encontro Regional para a escolha dos novos coordenadores aconteceu no dia 17 de abril, na cidade Guarulhos. Já os últimos encontros aconterecerão no dia 30 de maio, mas cidades de Cananéia, Catanduva (ou Rio Preto) e Brejo Alegre.

Em meados do mês de junho, na sede do PV-SP, deve ocorrer um reunião com os porta-vozes de todos as novas coordenadorias regionais.

As instruções normativas pertinentes as eleições das novas coordenadorias regionais e também todas as datas em que ocorrerão as eleições poderão ser encontradas no site do www.pvsp.org.br , no link “Agenda Eleições das Bacias”.

Mudanças de data e local devem ser encaminhadas pela direção executiva estadual, via e-mail, à todas as direções municipais aptas a participarem do processo eletivo.

Secretaria Estadual de Comunicação
Partido Verde – São Paulo