Bloco Parlamentar terá Sardelli como líder

Bloco Parlamentar tera Sardelli como lider

O deputado estadual Chico Sardelli (PV-SP) será o líder do Bloco Parlamentar formado na ALESP, que conta com nove (9) partidos (PPS, PV, PSB, PR, PSC, PP, SD, PSL e PTN).

O Blocão, com está sendo chamado, será a maior bancada da Casa, totalizando vinte e cinco (25) parlamentares. Existe ainda a posibilidade PEN aderir, somando  mais dois (2) deputados.

PV e PSB, partidos que encabeçam o Blocão, com seis (6) deputados cada, elegeram, no ultimo dia 15 de março, os titulares da 3ª e 4ª Secretaria da Mesa diretora da ALESP. O deputado Adilson Rossi (PSB) será o 3º Secretário e o deputado Padre Afonso Lobato (PV) comandará a 4ª Secretaria.

O Bloco trabalha agora para que a 3ª e a 4ª Secretaria da Mesa Diretora tenham funções e atribuições na gestões administrativas da Casa, passando a compor a Mesa Diretora, com direito a voto nas decisões.

Os 25 deputados que compõem o Bloco Parlamentar são: Chico Sardelli (PV), Edson Giriboni (PV), Marcos Neves (PV), Afonso Lobato (PV), Reinaldo Alguz (PV) , Roberto Trípoli (PV), Alexandre Pereira (SD), Fernando Cury (PPS), Davi Zaia (PPS), Roberto Morais (PPS), Aberlardo Camarinha (PSB), Caio França (PSB), Orlando Bolçone (PSB), Carlos Cezar (PSB), Ed Thomas (PSB), Adilson Rossi (PSB), Igor Soares (PTN), Gileno Gomes (PSL), Delegado Olim (PP), Márcio Camargo (PSC), Rodrigo Moraes (PSC), Celso Nascimento (PSC), Marcos Damásio (PR), Ricardo Madalena (PR), e André do Prado (PR),

Secretaria Estadual de Comunicação
Partido Verde – São Paulo




Marcos Neves é o novo líder do Partido Verde na ALESP

Marcos Neves e o novo lider do Partido Verde na ALESP

A bancada do Partido Verde já escolheu e encaminhou para mesa diretora da ALESP o nome do deputado que representará a legenda no colégio de líderes. Trata-se do deputado estadual Marcos Neves.

MARCO AURÉLIO DOS SANTOS NEVES (40), obteve 105.849 votos (0,51) nas eleições de 2014. Nas eleições municipais de 2000, elegeu-se vereador em Carapicuíba, reelegendo-se para o mesmo cargo, em 2004. Em 2008 foi candidato a prefeito de Carapicuíba  obtendo 57.854 votos, ficando em segundo lugar. Em 2010, se elegeu deputado estadual, com 54.459 votos. Em 2013, desligou-se de sua legenda e filiou-se ao PV. Tem sua principal base de atuação parlamentar em Carapicuíba e cidades do entorno.

Secretaria Estadual de Comunicação

Partido Verde – São Paulo




Direção Estadual do PV-SP inicia os trabalhos visando 2016

05 02 2015

 

A direção estadual do Partido Verde do Estado de São Paulo já começou os preparativos para as eleições de 2016. Uma série de medidas administrativas e políticas serão tomadas no sentido de adequar a legenda para o pleito que se avizinha.

Entre as ações que serão colocadas em práticas pela direção estadual está um estudo, apresentado pelo secretário estadual de organização, Arnaldo Juste, ampliando o número das atuais coordenadorias regionais. Hoje, são 21 as coordenadorias regionais (bacias) que fazem parte do sistema político e administrativo da legenda. O projeto apresentado subdivide estas bacias, dando origem a 43 coordenadorias regionais que agregarão um número menor de cidades, obedecendo uma logística territorial mais favorável.

O processo de reorganização antecipa, de certa forma, as condições para formação de distritos eleitorais que podem vir no bojo da reforma política que começa a tomar corpo no Congresso Nacional.

O novo projeto de reestruturação das coordenadorias regionais foi apresentado aos dirigentes estaduais e teve boa aceitação. Neste sentido, as atuais coordenadorias estão suspensas e um novo processo de ecolha de coordenadores regionais deve ser anunciado pelo presidente estadual, Marcos Belizário, além de outras medidas que regulamentam as práticas e documentações exigíveis para formação de novas executivas municipais, o cancelamento de direções que não tiveram rendimento no pleito de 2014 e o ajuste nas contribuições partidárias dos municípios.

O secretário estadual de comunicação, Claudio Turtelli, apresentou projeto dando prioridade nos programas de rádio e TV de 2015/2016 àqueles que serão candidatos a prefeito e aos atuais prefeitos que irão disputar a reeleição, abrindo a possibilidade de levar à público o trabalho que a legenda vem realizando em boa parte dos 32 municípios que administra.

O objetivo para as eleições de 2016 traz como premissa a formação de novas executivas municipais que ultrapassem 90% das 645 cidades do estado. A prioridade é constituir direções municipais com capacidade para formar listas completas de candidatos ao cargo de vereador. Por outro lado, a formação de uma Comissão Especial, sugerida pelo dirigente nacional Ricardo Silva, deve ser constituída para dar atenção exclusiva na ampliação do número candidatos ao cargo de prefeito e um devido acompanhamento às candidaturas dos prefeitos do PV em exercício que disputarão a reeleição. Neste sentido, como de costume, entre os novos pedidos de formação de executivas municipais que serão recepcionados até outubro de 2015, terão prevalência àquelas que trouxerem no seu projeto de poder as candidaturas majoritárias.

Secretaria Estadual de Comunicação
Partido Verde – São Paulo