O desempenho do PV nas urnas em relação aos demais partidos

Com o término das eleições e a contabilidade dos votos praticamente definida (falta poucos recursos à serem julgados no TSE), já dá para fazer uma radiografia sobre a capilaridade dos partidos políticos nos cenários nacional e estadual.

Para avaliar os votos conquistados pelo Partido Verde nestas eleições, projetamos alguns gráficos com resultados comparativos envolvendo outros partidos.

Em uma análise primária, é possível observar que, com a entrada de mais quatro partidos na disputa de 2014 (PEN-PROS-SD-PSD) houve uma queda generalizada de votos de quase todas as legendas que disputaram as eleições de 2010. É notório também, a queda acentuada de votos dos chamados grandes partidos, entre 2002 e 2014.

O Partido Verde, que vinha de resultados crescentes, desde as eleições de 1994, sofreu queda acentuada, tanto em São Paulo, como no cenário político nacional. O registro de maior queda se deu nos seus votos de legenda, considerados, até então, o grande diferencial do PV em relação aos demais partidos.

Nos três (3) gráficos abaixo, disponibilizamos os votos conquistados pelos partidos que, na próxima legislatura (2015-2018), estarão representadas na Câmara dos Deputados e na Assembleia Legislativa de São Paulo. Aproveitamos, para analisar o rendimento dos partidos e relacionamos também, além dos votos conquistados nestas eleições, aqueles conquistados nas eleições de 2002, 2006 e 2010. Vejamos:

No Gráfico I, consta a porcentagem dos votos nominais válidos + os votos de legenda, conquistados em 2014 pelos partidos que terão representação na Assembleia Legislativa de São Paulo em 2015, assim como, seus resultados nas eleições anteriores ( 2002/2006/2010).

001-pvsp-30-10-2014

No Gráfico II, consta a porcentagem dos votos nominais válidos + os votos de legenda, conquistados em 2014 pelos partidos que terão representação na Câmara dos Deputados em 2015, assim como, seus resultados nas eleições anteriores ( 2002/2006/2010).

002-pvsp-30-10-2014

No Gráfico III, estão apenas os votos de legenda, conquistados em 2014 pelos partidos que terão representação na Câmara dos Deputados em 2015, assim como, seus resultados nas eleições anteriores ( 2002/2006/2010).

003-pvsp-30-10-2014

No Gráfico IV, a evolução do Partido Verde Brasil, desde as eleições de 1994.

004-pvsp-30-10-2014

Outras avalições sobre o desempenho do Partido Verde nas eleições de 2014 podem ser acessadas através do link http://www.pvsp.org.br/images/documentos/2014/relatorios/Candidaturas-do-PV-Brasil-Relatorio-Draft-XII-2.pdf

Secretaria Estadual de Comunicação
Partido Verde – São Paulo




Comissão do meio Ambiente da ALESP delibera Pauta

Comissao-do-meio-Ambiente-da-ALESP-delibera-Pauta
Em reunião ocorrida na última quarta-feira, 5/11, a Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, presidida pelo deputado Beto Trícoli (PV), reuniu-se para deliberar sobre sua pauta. Foram aprovados os pareceres dados a cinco projetos de lei, sendo que quatro deles se referem à causa animal.

Foi aprovado o parecer que apresenta substitutivo ao PL 272/2010, de autoria do governador, que dispõe sobre os limites da Área de Proteção e Recuperação dos Mananciais do Alto Juquery (APRM-AJ). Essa área abrange parcialmente os Caieiras, Franco da Rocha, Mairiporã, Nazaré Paulista e São Paulo, e é considerada área de manancial do Sistema Cantareira, sendo contíguo ao parque estadual da Cantareira.

O PL discrimina áreas de intervenção, com limitação de ocupação humana, trata da infraestrutura de saneamento ambiental e estabelece termos para a Qualidade da Água para os Reservatórios Paiva Castro e Águas Claras, que recebem água das áreas de mananciais. Discrimina as Áreas de Recuperação Ambiental (ARA), que receberão intervenção para manter a quantidade ou a qualidade dos recursos hídricos, com previsão para tratamento de esgotos e gestão de resíduos sólidos.

Causa animal

Foram aprovados os pareceres dados aos PLs 556/2012, do ex-deputado Pedro Bigardi, que dispõe sobre a implantação de ecodutos que possibilitem a seguratransposiçãodafauna,sob ou sobre as estradas, rodovias e ferrovias do Estado; e 627/2012, do deputado José Bittencourt (PSD), que dispõe sobre o tratamento digno no final de sua existência a animais de propriedade de órgãos da administração direta e indireta.

Os PLs 706/2012, que restringe a utilização de animais em atividades de ensino, e 714/2012, que trata da proibição da criação de animais em sistema de confinamento no Estado, também tiveram seus pareceres aprovados.

Fonte: Diário Oficial – Caderno Legislativo 6/11/2014

Secretaria Estadual de Comunicação
Partido Verde – São Paulo




Bancada do PV na Câmara quer Comissão sobre crise da água

Bancada-do-PV-na-Camara-quer-Comissso-sobre-crise-da-agua

A Bancada do Partido Verde conseguiu o apoio dos líderes dos demais partidos para a realização de uma Comissão Geral no Plenário da Câmara sobre a crise de abastecimento de água que atinge grande quantidade de municípios brasileiros.

A Comissão Geral tem, segundo o requerimento para sua instituição, “o intuito de vislumbrar as causas, as consequências, bem como definir ações e encaminhamentos, objetivando encontrar soluções, tanto a nível do controle do desmatamento, do arrefecimento das mudanças climáticas, das soluções sustentáveis para os ambiente urbanos, da disseminação de conhecimento buscando o comprometimento da população, do planejamento urbano e ambiental, da educação ambiental e do comprometimento governamental, para que, acima de tudo, situações como esta, não se repitam mais em nosso País”.

Entre os convidados estão representantes da Agência Nacional de Águas – ANA; Secretaria de Recursos Hídricos de São Paulo; SABESP; Ministério do Meio Ambiente; Ministério da Ciência e Tecnologia; IBAMA; INPE; Rede Brasileira de Organismos de Bacia – REBOB; Ministérios Públicos Federal e Estadual; Tribunal de Contas da União – TCU e entidades da sociedade civil. A data ainda não foi fixada.

Fonte: Assessoria de comunicação Lid/PV

Secretaria Estadual de Comunicação
Partido Verde – São Paulo




SEMA de Santa Bárbara d’Oeste recolhe mais de 1,8 mil pneus

12-11-2014-sema-de-santa-barbara

Mais de 1,8 mil pneus de veículos leves foram recolhidos pela Prefeitura de Santa Bárbara d’Oeste, por meio da Secretaria de Meio Ambiente, na última sexta-feira (7). A próxima retirada dos materiais está agendada para a última semana deste mês. Na última ação em setembro foram coletados 2 mil pneus de automóveis e 10 pneus de caminhão. O Ecoponto Planalto do Sol está localizado na Rua Charles Keese Dodson, nº 305, no bairro Planalto do Sol II.

Os borracheiros levam os pneus inservíveis no Ecoponto e depositam os objetos diretamente no caminhão da empresa que realiza o recolhimento. A norma estabelecida pelo Conama (Conselho Nacional de Meio Ambiente) estipula que as empresas fabricantes ou importadoras de pneus deem a correta destinação final ao produto usado. As atividades são promovidas pela Reciclanip que auxilia a Administração Municipal.

Fonte AsCom Prefeitura de Santa Bárbara d’Oeste

Secretaria Estadual de Comunicação
Partido Verde – São Paulo




TSE reconhece que Beto Trícoli é Ficha Limpa

Beto Trícoli e Ficha LimpaO Tribunal Superior Eleitoral julgou o agravo regimental interposto pelo deputado estadual, Beto Trícoli (PV-SP), e decidiu, por unanimidade (7 votos), pelo provimento.

O ministro João Otávio de Noronha, relator do processo, que havia acompanhando a decisão anteriormente proferida pelo TRE-SP, negando o registro de candidatura ao deputado Beto Trícoli (PV-SP) nas eleições de outubro, mudou seu voto e, juntamente com mais seis (6) integrantes da Corte, direcionaram seus votos pelo deferimento do registro do candidato, reconhecendo que Beto Trícoli é “Ficha Limpa” e validando, desta forma, os mais de 30 mil votos sufragados à ele.

O pedido de indeferimento da candidatura de Beto Trícoli foi registrado por iniciativa do deputado Edmir Chedid (DEM-SP), utilizando os mesmos argumentos apresentados na eleição de 2010, quando o TSE deu ganho de causa à Beto Trícoli, eleito deputado estadual com 42.713 votos, 37,73% deles conquistados em Atibaia. Naquele feito, os ministros concluíram que “não houve comprovação de qualquer vício insanável” contra os atos do então prefeito, Beto Trícoli.

A situação que ocorreu em 2014 é a mesma de quatro anos atrás: Permaneceu a discussão sobre decisão do Tribunal de Contas do Estado relacionada ao Consórcio Intermunicipal, do ano de 2005, que foi devidamente esclarecida em recurso ao Tribunal Superior Eleitoral. Esta decisão apontava irregularidades pontuais, todas de ordem formal e administrativa, com relação à contribuição dos municípios que faziam parte de tal Consórcio, já que alguns acabavam arcando com o aporte daqueles que não contribuíam. Não houve, portanto, segundo entendimento da Suprema Corte, apontamento de qualquer irregularidade cometida por má fé, com enriquecimento ilícito e dano ao erário, portanto, tratando de fato que não se enquadra na chamada Lei da Ficha Limpa.

Beto Trícoli, assim como nos dois mandatos de prefeitos (Atibaia) está fazendo um mandato parlamentar exemplar na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. Além de presidir a Comissão de Meio Ambiente, é membro titular em várias outras comissões da Casa e um interlocutor assíduo da Região Bragantina junto ao Governo do Estado. É o atual líder do Partido Verde na ALESP.

Tanto o processo de 2010, como o de 2014, julgados improcedentes pelo Pleno da Suprema Corte, foram extremamente prejudiciais ao parlamentar e ao Partido Verde, transcendendo os efeitos negativos das urnas. Se por um lado, a existência do processo, interposto e divulgado pelos seus adversários junto aos eleitores, de forma desleal e pejorativa, impossibilitou a reeleição do parlamentar, por outro, renovou a disposição do Líder Verde de se manter na luta. Beto Trícoli, como dirigente nacional do Partido Verde, deve assumir importantes tarefas no ano de 2015, tanto no plano estadual com no plano federal legenda.

Secretaria Estadual de Comunicação
Partido Verde – São Paulo




Boletim com as atividades dos Deputados Estaduais do PV-SP

Untitled-1

Produzido pela Assessoria de Imprensa da Liderança do PV na ALESP


Edição n.º 5 – de 11/11/2014 a 18/11/2014
                                
Chico Sardelli fica na presidência da Alesp até quinta-feira

O deputado estadual Chico Sardelli (PV) ficará na presidência da Assembleia Legislativa até quinta-feira, dia 13. O parlamentar assumiu o cargo nesta terça-feira (11/11) pela manhã, após ter conduzido o ato solene de posse do atual presidente da ALESP, deputado Samuel Moreira, como governador interino, em substituição ao governador em exercício que, assim como seu vice, está em viagem oficial ao exterior.

Na cerimônia, o deputado leu o ofício enviado pelo Gabinete do Governador do Estado, convocando, nos termos do artigo 40 da Constituição do Estado, o presidente do Parlamento a assumir o cargo de governador. Em seguida, Sardelli, na presença do 1º secretário, declarou empossado Samuel Moreira como governador do Estado, até quinta-feira.

Sardelli, ao assumir interinamente a presidência da Assembleia Legislativa declarou: “É uma honra substituir o deputado Samuel Moreira. O trabalho seguirá dentro da normalidade, vamos presidir a reunião do Colégio de Líderes e dar encaminhamento ao expediente”, declarou.


Santas Casas e hospitais da RM Vale buscam apoio

As Santas Casas de Jacareí e Paraibuna e o Hospital São Paulo em Campos do Jordão enfrentam desafios para que o atendimento continue em funcionamento em suas cidades e também para garantir o serviço público em condições adequadas. Falta de recursos, médicos com salários atrasados e outras necessidades comprometem o funcionamento desses equipamentos de saúde.

Na semana passada, o deputado Padre Afonso Lobato (PV) esteve no Hospital São Paulo, em Campos do Jordão, que estava fechando o atendimento por falta de recursos. Após um acordo entre a prefeitura e o instituto que administra o hospital, ficou garantida a manutenção dos serviços essenciais e o funcionamento da maternidade. Recursos oficiais e emendas parlamentares somaram um investimento de R$ 1,4 milhão para o Hospital São Paulo, o único equipamento público da cidade. “Esses recursos garantem por um tempo o funcionamento do hospital e o pagamento dos salários atrasados dos médicos que continuaram trabalhando. Precisamos auxiliar as santas casas da região até conseguirmos uma solução concreta e garantir que os instrumentos de saúde da nossa região tenham uma gestão sustentável. É uma situação complicada e isso afeta diretamente os profissionais e a população que precisa de um atendimento de qualidade. A Secretaria de Saúde sempre nos recebe para buscarmos alternativas para as santas casas e hospitais que nos procuram”, relata Afonso Lobato.


Recursos extras para o Iamspe

O Deputado Dr. Ulysses (PV) apresentou emenda ao Orçamento estadual de 2015 propondo recursos extras no valor de R$ 100 milhões para o Iamspe. O objetivo é aprimorar e ampliar o atendimento dos hospitais e clínicas conveniadas, melhorando a tabela de honorários. “Preocupa-nos principalmente a situação do interior do Estado, que é crítica, porque faltam muitos médicos em muitas especialidades que atendam o Iamspe”, afirmou Dr. Ulysses.


Cooperativa retoma produção de papel em Pindamonhangaba

A Cooperativa de Trabalho em Celulose e Papel Coruputuba retomou sua produção, abrindo novas perspectivas para a manutenção e geração de novos empregos. Com a falência da Nobrecel em 2013, postos de trabalhos estavam ameaçados e afetaria a economia de Pindamonhangaba e Vale do Paraíba. “Solidarizei-me com os empregados e as necessidades dos familiares com a falência da empresa na época. Apoiamos e intervimos para eles assumirem a fábrica”, relata Afonso Lobato sobre sua atuação à época do fechamento da fábrica. Em reconhecimento ao empenho do deputado, foi encaminhada a seguinte mensagem para ele: “graças a Deus e ao senhor estamos produzindo. A Cocepelco agradece”. A cooperativa produzirá papel A4, guardanapo, toalha e lenços e tem a expectativa de modernização de maquinário da fábrica.

Com mais de 100 anos de existência e uma empresa que já foi considerada a maior fábrica da América Latina, a Nobrecel Papel decretou falência em 2013 com dívidas que ultrapassavam R$ 1 bilhão. Diante do impasse e do fechamento de mais de 1.500 postos de trabalho, os trabalhadores apresentaram uma proposta para continuarem as atividades por meio de uma cooperativa. Mobilizaram autoridades, entidades e políticos para obter o apoio e orientação para criar a Cooperativa de Trabalho em Celulose e Papel.


Sinditec recebe homenagem na Alesp

Os 25 anos de fundação do Sinditec (sindicato das Indústrias de Tecelagens de Americana, Nova Odessa, Santa Bárbara d ́Oeste e Sumaré) motivaram a realização de sessão solene na Assembleia, no noite de 3/11. Os trabalhos foram presididos por Chico Sardelli (PV), coordenador da Frente Parlamentar em Defesa da Indústria Têxtil e de Confecção, que propôs a comemoração.

O parlamentar destacou que o Sinditec tem sido incansável na luta em defesa do setorprodutivo industrial têxtil. “A união de esforços foi muito importante para  nossas conquistas para o setor, como por exemplo a redução do ICMS de 12% para 7%. Ainda há muito a fazer e o Sinditec está sempre presente, contribuindo com as ações da Frente Têxtil. A redução da carga tributária, para manutenção dos empregos, está entre as principais reivindicações do setor”, comentou.

O presidente do Sinditec, Dilézio Ciamarro, agradeceu a atuação de Chico Sardelli e dos demais deputados da Frente em favor do setor têxtil, cobrando medidas do governo que darão mais competitividade às empresas. Entre as autoridades presentes, também estiveram na sessão solene o deputado Antônio Mentor (PT), membro da Frente Parlamentar, o secretário de Desenvolvimento Econômico de Americana, José Odécio, o presidente da Acia (Associação Comercial e Industrial), Dimas Zulian, e os vereadores de Americana, Adelino Leal, Oswaldo Nogueira, Tonhão dos Veteranos e Ulisses Silveira.

Boletim elaborado por: Bruna Gavioli
Assessora de Imprensa – Liderança do Partido Verde na ALESP