Candidato a governador do Partido Verde no debate do SBT

Candidato-a-governador-do-Partido-Verde-no-debate-do-SBT

Em parceria com o UOL, Folha de São Paulo e Jovem Pan, o SBT fará um debate entre os candidatos a governador de São Paulo nesta segunda-feira. O mediador do evento será o jornalista Carlos Nascimento.

Sete candidatos ao cargo (PSDB, PMDB, PT, PSOL, PV, PRTB e PHS) deverão comparecer aos estúdios da emissora na próxima segunda-feira (25) para apresentarem as suas propostas. O programa terá quatro blocos com três intervalos de cinco minutos.

A transmissão do debate começa a partir das 18h, indo até às 19h45, apenas para o estado de São Paulo. Mas para os demais que quiserem acompanhar, ele será transmitido ao vivo pelo site da Folha de São Paulo, pelo UOL e pela rádio Jovem Pan.

Fonte: SBT

Secretaria Estadual de Comunicação
Partido Verde – São Paulo




Eduardo Jorge no Debate Presidencial




Papo reto com Eduardo Jorge

papo reto3

Às vésperas das eleições de outubro é notável a aproximação que as redes sociais vêm promovendo entre os eleitores e os candidatos a cargos públicos, seja denunciando escândalos ou promovendo o discurso político dos presidenciáveis. Em 2014, o cenário brasileiro pré-eleições é muito diferente do de 2010, no qual a televisão e o rádio ainda eram os grandes porta-vozes dos que almejavam um lugar nos espaços públicos de decisão. Para os eleitores essa proximidade pode representar uma vantagem, já que é preciso muita criatividade, jogo de cintura e posturas bem empoderadas para se manter na disputa.

O candidato à Presidência da República pelo Partido Verde, Eduardo Jorge, é uma figura notória pela sua simplicidade e tranquilidade nos debates. Tem conquistado muitos brasileiros com novos posicionamentos políticos e ideias inovadores para uma mudança drástica na política brasileira. É a favor do vegetarianismo, usa bicicleta e outros transportes como formas de locomoção e lançou uma novidade para se aproximar um pouco mais do eleitorado, o “Papo Reto”, debate interativo entre o candidato e os internautas para dialogarem sobre os temas que constam no Programa de Governo ”Viver Bem Viver Verde” e assuntos de interesse dos participantes.

O “Papo Reto” é realizado toda terça, quinta e sábado, a partir das 20h30, com transmissão ao vivo no site do candidato e também na sua página oficial do facebook. O tema abordado em cada programa é decidido pelos próprios internautas que podem votar numa enquete disponível no site do candidato. Eduardo responde às perguntas dos internautas e esclarece seu posicionamento quanto a assuntos que estão na pauta política. Acompanhado de dois colegas, um responsável por dialogar com ele e outro acompanhando movimentações nas redes sociais, o candidato do PV à Presidência tenta tornar seu programa de governo mais conhecido com esse canal de comunicação.

Durante um dos programas, Eduardo criticou a política energética brasileira por seguir uma tendência contrária à dos países desenvolvidos que têm transitado de energias de alto impacto ambiental para outras que afetam menos o meio ambiente. “Temos que investir mais em etanol, biomassa, energia eólica e energia solar, que o Brasil, País mais abençoado dela no mundo, produz 0,01% do total”, declarou.

Outro tema abordado durante um dos programas “Papo Reto” foi o aborto. Após ser citada a notícia do desaparecimento de uma mulher internada em uma clínica para fazer aborto no Rio de Janeiro, Eduardo declarou: “é preciso derrubar essa lei reacionária, machista e contra as mulheres brasileiras”, referindo-se à criminalização do aborto e pedindo uma mobilização popular dos cariocas semelhante àquela ocorrida no sumiço do ajudante de pedreiro Amarildo de Souza, que após ser preso e ficar seis meses desaparecido foi declarado morto pela Justiça.

As reações dos eleitores à criação desse canal de comunicação segue bastante satisfatória. Com um público cada vez mais participativo e preocupado com seu voto, é possível vislumbrar um Brasil diferente não só nos próximos quatro anos, mas para as próximas gerações.

Secretaria Estadual de Comunicação
Partido Verde – São Paulo

 




Natalini fala de segurança pública em entrevista ao Estadão




PV registra mais de 200 candidatos em São Paulo

PV-registra-mais-de-200-candidatos-em-Sao-Paulo1

O Partido Verde protocolou junto a justiça eleitoral, em todo o Brasil, até a presente data (16), 1.073 pedidos de registros de candidaturas, sendo 1/5 deste montante, protocoladas no estado de São Paulo.

Depois de um trabalho intenso, realizados em conjunto com as coordenadorias regionais (bacias) da legenda, a direção estadual do Partido Verde de São Paulo protocolou junto ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE-SP), até a presente data (15), 213 pedidos de registros de candidatos que pretendem disputar as eleições em outubro próximo.

Além do candidato a governador e sua vice, do senador e seus dois suplentes, foram efetuados pedidos de registros para 108 candidatos a deputado estadual e 100 candidatos a deputado federal. Dado ao fato que outras candidaturas poderão ser apresentadas, esses números ainda poderão sofrer alterações.

Por outro lado, o TRE-SP já começou a julgar os mais 2.300 pedidos de registros de candidaturas apresentados por todas as legendas que irão disputar as eleições de 2014, no estado de São Paulo. É esperado que, até 5 de agosto, a maioria destes registros já estejam confirmados, ficando um número bem restrito na coluna dos pedidos recusados e ou aguardando julgamento.

O PV-SP, nas eleições de 2010, também apresentou número máximo permitido de pedidos de registros de candidaturas. Contudo, registros de candidaturas aprovados pelo TRE-SP, naquela oportunidade, foram 120 candidatos a deputado estadual e 87 candidatos a deputado federal, além dos candidatos a senador e governador. Como resultado, foram eleitos 5 deputados federais, como um somatório de mais de 1,7 milhões de votos e 9 deputados estaduais que, entre votos nominais e votos de legenda, superaram a casa dos 2 milhões de votos.

Secretaria Estadual de Comunicação
Partido Verde – São Paulo




Crise hídrica: Natalini quer que atual governador diga a verdade

Natalini-quer-que-atual-governador-diga-a-verdade1

O candidato do Partido Verde ao Governo de São Paulo, Gilberto Natalini, criticou nesta sexta-feira (8), em sabatina promovida pela Record News e o portal R7, os governos sob comando dos grandes partidos existentes no país que, segundo ele, não se prepararam para enfrentar a crise hídrica que atinge São Paulo.
 
Para Natalini, é preciso conscientizar o consumidor sobre a necessidade de se reduzir o consumo de água, e isso é papel dos governantes. “Como não tem chovido e não foram feitas as obras que acumulariam mais água, é possível que tenhamos, em pouco tempo, um colapso no abastecimento”, afirmou Natalini.
 
O candidato verde classificou a crise de gravíssima, e lamentou a falta de coragem política do atual governador. “Ele não pode ficar escondendo o problema. O governador tem de ir para a televisão e falar a verdade, conscientizando a população sobre a necessidade de se economizar água”, preconizou o candidato do PV.
 
Conforme Natalini, os problemas ambientais são graves e o Partido Verde é a organização política que melhor defende mudanças nas políticas públicas, com a finalidade de preservar a natureza e o meio ambiente, viabilizando um modelo de desenvolvimento sustentável. Ele também criticou a gestão da Educação feita pela atual administração estadual. Nas palavras do candidato:
 
“Ninguém quer fracassar, nem o pai, nem o aluno, muito menos o professor. Os governantes precisam fazer o diagnóstico para saber por que o ensino em São Paulo está fracassando. A escola tem de ser um lugar ao qual o aluno goste de ir”, declarou Natalini.

O candidato verde disse ainda que, se for eleito, pretende diminuir o número de secretarias de 24 para 16. “Defendemos o enxugamento e a eficiência da máquina de governo. Respeito aos recursos públicos”.
 
Sobre Segurança Pública, citou ser inaceitável que organizações criminosas comandem as diversas frentes do crime. “Tem de debilitar o crime organizado. A gestão da segurança está desfocada e é com investimentos no setor de inteligência que se resolverá o problema”, afirmou Natalini.

Fonte: Assessoria de Imprensa Natalini Governador – 43

Secretaria Estadual de Comunicação
Partido Verde – São Paulo




Entrevista com Eduardo Jorge no Estadão (na íntegra)