Marcos Neves presta conta do Mandato em Carapicuíba

il-04-08-2014

O deputado estadual Marcos Neves (PV) iniciou as caminhadas pelos bairros de Carapicuíba para divulgar seu trabalho realizado nesses anos de mandato. Recursos para ampliação do AME (Ambulatório Médico de Especialidades), reforma do Pronto Socorro da Vila Dirce e equipamentos para o Hospital Geral são alguns exemplos na área da saúde, uma das principais bandeiras do candidato à reeleição.

Entre as ações citadas pelos moradores estão a implantação do Bom Prato e a chegada do Poupatempo, que são resultados da atuação do parlamentar junto ao Governo do Estado.

Como deputado sempre presente no município, Marcos Neves foi muito bem recebido pelos comerciantes e moradores. “É importante esse contato para mostrar meu trabalho como deputado estadual e minhas novas propostas. Estou ouvindo as sugestões dos moradores para continuar um mandato participativo”, ressaltou Marcos Neves.

Fonte: Assessoria de Imprensa da Liderança do PV na ALESP




Uso medicinal da maconha pode beneficiar milhares de brasileiros

O Partido Verde defende a regulamentação da cannabis em seu programa de governo

a3

O candidato à Presidência da República, Eduardo Jorge, tem em seu plano de governo a regulamentação do uso medicinal e recreativo da maconha, que é uma bandeira antiga do Partido Verde (PV).

O deputado federal Eurico Júnior (PV-RJ) apresentou o Projeto de Lei 7187 de 2014, que dispõe sobre o controle, a plantação, o cultivo, a colheita, a produção, a aquisição, o armazenamento, a comercialização e a distribuição de cannabis sativa e seus derivados.

“Os piores danos do uso da maconha advém do seu status ilícito. Mudar a forma como é feita a política de drogas ajudaria a evitar o desenvolvimento de estruturas criminosas e violentas associadas ao tráfico”, afirmou o parlamentar fluminense em sua justificativa.

O projeto não visa o incentivo ao consumo de drogas. Segundo Eurico Junior, o  Partido Verde  vai educar, conscientizar e dispor de tratamentos para os usuários. De acordo com a proposta do deputado verde, o Poder Público será o responsável pela implantação da política de uso da maconha, seja ela recreativa ou medicinal. Além disso, estabelece medidas de controle da plantação, do cultivo, da colheita, da produção, da aquisição, do armazenamento, da comercialização e  distribuição da erva.

O candidato à Presidência da República pelo PV, Eduardo Jorge, defende a regulamentação como política pública eficaz nas áreas de saúde e na segurança. Segundo ele, no Brasil não existe controle do uso, do comércio e do consumo. Isso acarreta a superlotação nos presídios, fazendo com que o governo gaste seis vezes mais com um preso do que com a saúde,

“Nossa proposta não é incentivar o consumo da maconha, mas descriminalizá-lo, por meio da regulamentação do acesso, da quantidade e da qualidade feita pelo Estado. É fazer o que hoje é feito com cigarro e bebida, se educar para não usar, não criminalizar e oferecer tratamento. É um grande golpe no mercado do crime”, explica Eduardo Jorge.

USO MEDICINAL

Até hoje, do ponto de vista científico, não se chegou a um consenso sobre a dependência química provocada pelo uso da maconha. Segundo o médico Drauzio Varella, “a maconha, se comparada a outras drogas, é menos indutora de dependência química”.

Outra vantagem na regulamentação do uso da maconha é a possibilidade de se produzir remédios e evitar mortes como ocorreu com o menino Gustavo Guedes, um ano e quatro meses, diagnosticado com Dravet, uma forma rara de epilepsia. Apesar da autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para utilização do canabidiol (proveniente da cannabis), a criança morreu devido a burocracia.

O Conselho Federal de Medicina (CFM) desenvolve discussões para o envio da matéria para análise, dependendo do resultado do estudo e com base na Lei do Ato Médico, o CFM poderá editar norma para o reconhecimento científico do procedimento com a Cannabis.

Outras utilizações do uso medicinal da maconha ocorrem no tratamento das convulsões da epilepsia e no combate as náuseas e ao enjoo em pacientes com câncer que fazem quimioterapia. Além disso, ajuda a restaurar o peso em pacientes com HIV, alivia a dor e ajuda no tratamento do glaucoma, pois baixa a pressão arterial.

Fonte : Campanha Presidencial 2014 –  Eduardo Jorge

Secretaria Estadual de Comunicação
Partido Verde – São Paulo




Entrevista com Natalini Governador na TV Gazeta




Jandira: Curso de formação para 1600 profissionais da educação

a2

Para a volta as aulas neste segundo semestre a Prefeitura de Jandira, viabilizou um curso de formação para mais de 1600 profissionais de diversos setores educação. O curso aconteceu em dois turno, durante os últimos dias, 14, 15 e 16 de julho, com um circuito de palestras com temas variados.

Os  temas abordos foram:  “FELICIDADE, como obtê-la?”, “O que é o Conselho Tutelar e em que momento devem ser acionados” “Violência  Sexual” , “Alimentação escolar e patologias á nutrição”,  “Primeiros Socorros” e “Sala de Aula Reflexiva – O papel do frente aos novos desafios”. Neste ultimo tema, o conteúdo exposto pelo palestrante teve por objetivo construir um aluno critico, participativo, reflexivo e autônomo no âmbito educacional.

Fonte: Secretaria de Comunicação e Imprensa de Jandira




Vinhedo terá novo reservatório de 2 milhões de litros

a1

A Sanebavi (Saneamento Básico Vinhedo) iniciou os trabalhos de demolição de um dos reservatórios do sistema da Boiada que vai abrir espaço para a montagem do novo reservatório com capacidade para dois milhões de litros de água tratada.


Para montar o reservatório será necessário demolir a estrutura atual, remover o entulho, realizar a terraplanagem da área e construir a nova base de concreto que vai receber os módulos. “A previsão é que em 90 dias o novo reservatório esteja pronto para ser utilizado. Com ele e com a construção da ETA 3, no São Joaquim, nós vamos aumentar a capacidade de armazenamento de água em Vinhedo”, afirma o Superintendente da Sanebavi, Odair Seraphim, o Canjica.


O novo reservatório terá estrutura lateral costado a partir de chapas de aço vitrificado por processo de aparafusamento, teto em domo de alumínio e diâmetro interno de 22,6 metros. “Estamos trazendo para Vinhedo o que existe de mais moderno em termos de armazenamento de água. Ele é mais resistente e com garantia de 30 anos. Esse investimento está sendo feito pensando nas futuras gerações do município”, afirma o prefeito Jaime Cruz.

Fonte: Ascom Prefeitura de Vinhedo

Secretaria Estadual de Comunicação
Partido Verde – São Paulo