Descontaminação de lâmpadas fluorescentes em Itatinga

Descontaminacao-de-lampadas-fluorentes-em-Itatinga

No ultimo dia 6 de Agosto, o município de Itatinga realizou pela primeira vez a descontaminação das lâmpadas fluorescentes, sendo 234 unidades no primeiro lote.

Quando jogadas no lixo comum ou no meio ambiente, o mercúrio contido nas lâmpadas fluorescentes pode contaminar o solo, as plantas, os animais e a água.

O mercúrio é um bioacumulativo, ou seja, se acumula no organismo vivo ao longo do tempo, sendo de grande toxidade, nos seres humanos causa principalmente problemas respiratórios e neurológicos.

O processo de reciclagem separa o vapor de mercúrio, o vidro e o alumínio dando uma destinação correta aos resíduos gerados, que podem ser enviados a reciclagem para o aproveitamento em novos ciclos produtivos ou dar uma destinação final ambientalmente adequada.

Essa iniciativa demonstra o comprometimento e a preocupação do Prefeito de Itatinga, Paulo Apolo (PV) com as questões ambientais , inserindo o município no seleto grupo de cidades que vem adotando políticas de atuação sustentável.

Fonte: Amauri de Moraes – Assessoria de Comunicação PM Itatinga




Prefeito de Jandira implanta projeto que atende população nos bairros

Prefeito-de-Jandira-implanta-projeto-que-atende-populaco-nos-bairrosA Prefeitura de Jandira (SP) realizou no último sábado, 3 de agosto, a primeira edição do “Prefeito Atende Você”. A ação atraiu cerca de três mil pessoas.

Dezenas de serviços e atrações foram oferecidos aos moradores. Corte de cabelo, maquiagem, orientações educacionais para o trânsito, aferição de pressão, teste de diabetes, castração de animais, atendimento odontológico, teste visual, pintura facial, inscrições para as escolinhas de esporte, atendimento jurídico, doação de mudas, atendimento com a AES Eletropaulo, palestras, brincadeiras para criançada e apresentações de ginástica artística, capoeira e Kung Fu, entre outras.

Um dos pontos com maior movimento foi onde o prefeito Gê (PV) atendeu a população. O prefeito atendeu cerca de 100 pessoas e acretida que está é “uma ação importante, porque nos aproxima das pessoas. Nós temos a obrigação de estar perto para ouvir a comunidade. Vou continuar indo aos bairros com minha equipe e vamos buscar resolver os problemas de cada cantinho dessa cidade”.

Ações como essa serão realizadas, em média, a cada 40 dias, informou o prefeito. “A administração pública não pode ser uma caixinha fechada. Ela precisa estar atenta, ouvindo a população em todos os lugares. Por isso iniciamos esta ação, que é mais um canal para transformarmos Jandira numa cidade cada vez melhor”, concluiu Gê.

Para Cáritas Benitez (PV), secretária de Ação Social, este projeto mostra que o Executivo está adotando um novo jeito de se relacionar com a população. “A Prefeitura está rompendo os entraves burocráticos e, de forma mais humana, está aqui no bairro para atender, orientar e ouvir a população”, salientou.

Fonte: Secretaria de Comunicação PM Jandira

Secretaria Estadual de Comunicação

Partido Verde – São Paulo




Itapevi evolui no ranking das cidades mais desenvolvidas do Brasil

Itapevi-evolui-no-ranking-das-cidades-mais-desenvolvidas-do-BrasilEm 10 anos, o município subiu 721 posições na pesquisa que avalia educação, renda e longevidade

A cidade de Itapevi, administrada pelo prefeito Jaci Tadeu da Silva (PV), que foi vice-prefeito na gestão passada (2008/2012), evoluiu considerávelmente nos últimos anos, pontuando crescimento na educação, renda e longevidade da população. É o que constata a pesquisa apresentada pelo “Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil 2013”, do Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM), desenvolvido pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud). O estudo foi divulgado nessa segunda-feira (29/07) e é um levantamento feito nos 5.565 municípios de todo o país.

Dentro do balanço, Itapevi aparece com alto IDHM (com a marca de 0,735), ocupando a 897ª colocação em relação às outras cidades brasileiras. Isso representa um salto de 721 posições comparado à pesquisa anterior (2000), em que a cidade estava na 1.618ª colocação. O índice é composto por três das mais importantes áreas do desenvolvimento humano: vida longa e saudável (longevidade), acesso ao conhecimento (educação) e padrão de vida (renda). Os dados utilizados para realizar a pesquisa recente são do censo demográfico de 2010, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Na pesquisa apresentada pelo Pnud, em relação aos dados anteriores, Itapevi marca uma evolução considerável nas três variáveis. Entre 2000 e 2010, por exemplo, o IDH do município passou de 0,610 (em 2000) para 0,735 (em 2010), uma taxa de crescimento de 20,49% e que corresponde ao salto de nível “baixo” para “alto”. Quanto mais próximo de 1,000 o resultado, melhor é a qualificação da cidade.

Entre outros dados, o levantamento aponta que, entre 2000 e 2010, a proporção de crianças de 5 a 6 anos matriculadas nas escolas cresceu 55,86%. Na variável longevidade, a mortalidade infantil (morte de crianças com menos de um ano) em Itapevi foi reduzida em 44%, passando de 22,6 por mil nascidos vivos, em 2000, para 12,5 por mil nascidos vivos, em 2010. Já em relação à renda per capita média, a cidade avançou 59,45% nas últimas décadas, passando de R$ 431,07 (em 2000) e R$ 575,72 (em 2010).

Os resultados foram comentados pelo prefeito Jaci Tadeu, que entre 2005 e 2012 foi vice-prefeito e secretário de Desenvolvimento Urbano da gestão de Dra. Ruth Banholzer. “As três variáveis englobam um grande esforço da administração municipal em se conciliar desenvolvimento econômico e social. De um lado, estendemos o tapete vermelho para que novas empresas se instalassem no município – foram mais de cem em oito anos. Com isso, aumentamos em mais de 200% a arrecadação municipal e revertemos os recursos em investimentos na educação e na saúde”, afirmou Jaci Tadeu.

A meta, segundo Jaci Tadeu, é manter o ritmo de crescimento de Itapevi pelos próximos anos. “Sou nascido e criado em Itapevi e por conta disso quero participar do processo de crescimento dessa cidade. Os números apresentados pela pesquisa comprovam que estamos no caminho certo e a continuidade de um trabalho garante ainda mais melhorias para a população”, finaliza.

O crescimento de Itapevi no recente balanço acompanha a classificação geral do IDHM do Brasil, que saltou de “muito baixo” (0,493 em 1991) para “alto” (0,727 em 2010). Dentre os três indicadores que compõem o IDHM, o item mais crescente foi o de longevidade, com 0,816 (classificação “muito alto”), seguido por renda (0,739; “alto”) e por educação (0,637; “médio”).

Fonte: Assessoria de Imprensa PM Itapevi

Secretaria Estadual de Comunicação

Partido Verde – São Paulo